Mulheres conquistam boa renda no setor da Construção Civl

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no G+ Compartilhar no LinkedIn Imprimir




Foto - Mulheres com Boa Renda na Construção Civil* Fotos/Imagens meramente ilustrativas

Mulheres com Boa Renda na Construção Civil

Segmento tradicionalmente dominado por homens, o setor da construção civil atrai cada vez mais mulheres que buscam uma vaga no mercado de trabalho e encontram no ramo uma boa condição para ganhar dinheiro.

Algumas características as destacam nos canteiros de obra como capricho e atenção aos detalhes, o que tem feito com que, a cada ano, cresça o número de mulheres na área.

Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Industria de Construção Civil em Manaus-AM, Cícero Custódio da Silva, cerca de três mil mulheres trabalham na construção civil no Amazonas.

“Nos últimos anos, o crescimento foi de 30% no número de mulheres atuando nos canteiros de obras”, informou Cícero.

A servente Dalva de Oliveira, 45, dá apoio aos profissionais, carpinteiros, pedreiros, pintores, e também faz serviços de remoção de material.

Ela trabalha há oito anos em canteiros de obra e conta que conseguiu criar os cinco filhos, mesmo com as dificuldade do início.

“Há oito anos era bem mas difícil, uma mulher num canteiro de obra era raro e os homens não respeitavam. Eles achavam que não daríamos conta do serviço”, comentou a servente. “Mas pelo fato das mulheres serem perfeccionistas e carinhosas no trabalho, o número de vagas foi aumentando e o espaço foi conquistado”.

Há 11 anos na função de rejuntora, Keila dos Santos More, 32, é responsável por aplicar o rejunte, que é a argamassa que fica nas juntas dos revestimentos cerâmicos.

Ela lembra que começou a trabalhar numa construção como ajudante de limpeza e, após dois anos observando o trabalho executado por um rejuntor, conseguiu uma vaga.

Atualmente, Keila é também diretora administrativa no Sindicato dos Trabalhadores da Industria de Construção Civil.

“Quando comecei, estava me divorciando, tinha três filhos pra criar, não tinha estudo e precisava ganhar mais dinheiro. Então, observei o que fazia um rejuntor porque o salário era melhor e consegui ser promovida”, detalha Keila, que, neste ano, passou no curso de administração. “Entre as dificuldades superadas estão as queixas dos meus filhos, pois, eu trabalhava aos sábados para ganhar hora extra e complementar a renda. Mas foi um esforço que rendeu bons frutos”.

Contratada pela empresa Andrade Gutierrez para trabalhar na função de armadora, Vera Lúcia Paiva Nogueira, 44, faz as armaduras de aço para estruturas de concreto.

Ela já trabalhou como doméstica e catadora de lixo, mas foi na função de armadora que teve a oportunidade de uma boa renda mensal.

“Estou trabalhando há oito meses na área e, apesar de falarem que canteiro de obra é ambiente de homem, eu tento superar as opiniões de que as mulheres não servem para trabalhar com construção”, afirmou Vera.

Fonte: D24 AM

Para comprar direto de fábrica com os melhores preços de venda, entre em contato conosco.


link para pagina de produtos






© Todos direitos reservados >> Grupo IW8 - Equipamentos para Construção Civil - 2016

Logomarca do desenvolvedor