Vá direto para o conteúdo principal
0 ítem na sua lista

Construção Civil no Mato Grosso do Sul deve movimentar mais de 6 Bilhões

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no LinkedIn Imprimir
Foto - Foto: Gerson Walber/Correio do EstadoImagens Ilustrativas
Produtos fabricados pelo Grupo IW8
Apesar das prospecções de retração na construção civil, depois do boom vivido nos últimos dois anos, em Mato Grosso do Sul o setor só tem crescido.

Estudo feito pela Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema), debatido durante a última semana, na 8ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e 6ª Feira Internacional de Equipamentos para Mineração (E&T Expo), em São Paulo, aponta que:

O Mato grosso do Sul deve movimentar até 2016, cerca de R$ 6,15 bilhões em apenas 191 das grandes obras no estado, principalmente nos segmentos de energia, combustíveis, transportes e infraestrutura.

“Chegamos sim a ter um desaquecimento neste ano em todo o Brasil, por conta de recursos que foram suspensos com algumas mudanças de ministros no governo.

Mas o momento agora é de retomada dos negócios”, explica o vice presidente da entidade Eurimilson João Daniel.

Adriana Molina, de São Paulo
Foto - Foto: Gerson Walber/Correio do EstadoImagens Ilustrativas
Produtos fabricados pelo Grupo IW8
Apesar das prospecções de retração na construção civil, depois do boom vivido nos últimos dois anos, em Mato Grosso do Sul o setor só tem crescido.

Estudo feito pela Associação Brasileira de Tecnologia para Equipamentos e Manutenção (Sobratema), debatido durante a última semana, na 8ª Feira Internacional de Equipamentos para Construção e 6ª Feira Internacional de Equipamentos para Mineração (E&T Expo), em São Paulo, aponta que:

O Mato grosso do Sul deve movimentar até 2016, cerca de R$ 6,15 bilhões em apenas 191 das grandes obras no estado, principalmente nos segmentos de energia, combustíveis, transportes e infraestrutura.

“Chegamos sim a ter um desaquecimento neste ano em todo o Brasil, por conta de recursos que foram suspensos com algumas mudanças de ministros no governo.

Mas o momento agora é de retomada dos negócios”, explica o vice presidente da entidade Eurimilson João Daniel.

Adriana Molina, de São Paulo


Fonte: Correio do Estado


Para comprar direto de fábrica com os melhores preços de venda, entre em contato conosco.


link para pagina de produtos



contato-orçamento
redes-sociais
icone-whatsapp-grupo-iw8-construmaq
© Todos os direitos reservados IW8 Grupo Contrumaq - 2020